Quinto Aniversário

0 "noutro lado"


No quinto aniversário do blogue tomei a decisão de começar a escrever segundo o novo acordo ortográfico. Não há volta a dar. Tem mesmo de ser.
A partir de 1 de setembro, nas escolas portuguesas, será obrigatório escrever assim.
Está será uma forma de me habituar.

Só de passagem...

0 "noutro lado"

Conta-se que no século passado um turista americano foi à cidade do Cairo no Egipto, com o objectivo de visitar um famoso sábio.
O turista ficou surpreendido ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros.
As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.
- Onde estão os seus móveis? Perguntou o turista.
E o sábio, olhou rapidamente à volta do turista e perguntou também:
- E onde estão os seus?
- Os meus?! Surpreendeu-se o turista. Mas estou aqui só de passagem!!!
- Eu também!... - concluiu o sábio.

A vida na Terra é somente uma passagem... No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente... e esquecem-se de ser felizes.

Aguçadoura elevada a Vila!

0 "noutro lado"

Hoje, foi votada na Assembleia da República a elevação da freguesia de Aguçadoura a Vila.
Concretizou-se, assim, o tão ansiado momento histórico.
Com cerca de 6.000 mil habitantes, Aguçadoura assistiu nos últimos anos a um exponencial desenvolvimento socioeconómico.
A votação por unanimidade é o reconhecimento desse trabalho!

In wikipedia

Pensamento do Dia

0 "noutro lado"

Se és diferente de mim, irmão, em vez de me prejudicares, enriquece-me.
Antoine Saint-Exupéry

Campeões

0 "noutro lado"


No início da presente época futebolística, nem em sonho escreveria este guião perfeito.

Sublime!

Obrigado FC Porto!

Dia Internacional do Livro Infantil

0 "noutro lado"


O Dia Internacional do Livro Infantil é comemorado em todo o mundo, em homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. Nasceu, em Odense, a 2 de Abril de 1805 e faleceu, em Copenhaga, no dia 4 de Agosto de 1875. 
Para além dos contos de fadas, pelos quais é mundialmente conhecido, escreveu também peças de teatro, canções patrióticas, contos e histórias.

Dia das Mentiras

0 "noutro lado"

No meio de tanta mentira diária, já não faz sentido o Dia das Mentiras...

Dia Nacional do Doente com AVC

0 "noutro lado"

A taxa de mortalidade causada por acidentes vasculares cerebrais, em Portugal, é de cerca de 200/100 000 habitantes. Morrem a cada hora dois portuguesas. Isto dá que pensar!
Esta taxa é das mais elevadas da União Europeia!
É responsável por mais de 25 000 doentes internados por ano. Metade dos doentes que sobrevivem a um AVC ficam com limitações nas actividades do dia a dia.
É fundamental a prevenção!

Pensamento do Dia

0 "noutro lado"

Toda a gente pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar-se a si mesmo.
Leon Tolstoi

Para pensar

0 "noutro lado"

Anima-te por teres de suportar as injustiças; a verdadeira desgraça consiste em cometê-las.
Pitágoras

Dia Nacional dos Centros Históricos

0 "noutro lado"

Em 1993, em convénio celebrado entre o Governo e a Associação Portuguesa de Municípios com Centro Histórico, foi instituído este dia. O dia 28 de Março é a data de aniversário de nascimento de Alexandre Herculano.

Classificado como Património Mundial da UNESCO, o Centro Histórico do Porto abrange as freguesias da Sé, S. Nicolau, Vitória e Miragaia. E a Câmara Municipal do Porto é um dos municípios com uma vasta programação, durante o fim-de-semana, para assinalar este dia: Visitas guiadas a monumentos, circuitos pelas ruas históricas, passeios de barco pelo rio Douro, passeios de mini-trem ou em segway, feiras, exposições, workshops de fotografia e desenho, filmes, oficinas, jogos tradicionais, concertos, workshops de culinária.

Dia Nacional do Dador de Sangue

0 "noutro lado"

O Dia Nacional do Dador de Sangue, 27 de Março, foi instituído através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 40/86. O grande objectivo é reconhecer a importância do contributo desinteressado dos Dadores Benévolos de Sangue para o tratamento de doentes.
O Dia Nacional do Dador de Sangue, para além de ser a expressão oficial desse reconhecimento, serve para evidenciar o valor social e humano da dádiva de sangue, estimulando a sua prática e tornando mais conhecida a sua imprescindibilidade.

60 Hora do Planeta

0 "noutro lado"




Para pensar

0 "noutro lado"

"O que somos é um presente que a vida nos dá. O que seremos é um presente que daremos à vida."

Dia do Estudante

0 "noutro lado"

A Assembleia da República, em 1987, instituiu o 24 de Março como o "Dia do Estudante". A origem do dia remonta à crise académica de 1962, na qual os estudantes lutaram e sofreram para que pudessem participar em manifestações públicas e fazer as suas reivindicações em liberdade. É uma homenagem aos estudantes que lutaram pela democracia, para que todos pudessem ser livres para se expressarem e fazerem valer os seus direitos.

Oração do Estudante

Senhor, creio que vale a pena estudar!
Estudando, os dons que me deste hão-de render mais,
e assim poderei servir melhor.
Estudando, estou a santificar-me.
Senhor, que o estudo forje em mim ideais grandes!

Aceita, Senhor, a minha liberdade, a minha memória,
a minha inteligência e a minha vontade.
De Ti, Senhor, recebi estas capacidades para estudar.
Ponho-as em Tuas mãos.
Tudo é Teu. Que tudo se faça segundo a Tua vontade!

Senhor, que eu seja livre!
Ajuda-me a ser disciplinado, interior e exteriormente.

Senhor, que eu seja verdadeiro!
Que as minhas palavras, acções e silêncios,
nunca levem os outros a pensar que sou aquilo que não sou.
Livra-me Senhor, de cair na tentação de copiar.

Senhor, que eu seja alegre!
Ensina-me a cultivar o sentido de humor
e a descobrir e a testemunhar as razões da verdadeira alegria.

Dá-me, Senhor, a felicidade de ter amigos
e de os saber respeitar através das minhas conversas e atitudes.

Deus Pai que me criaste:
ensina-me a fazer da minha vida uma verdadeira obra prima!

Divino Jesus:
imprime em mim as marcas da Tua Humanidade!

Divino Espírito Santo:
ilumina as trevas da minha ignorância;
vence a minha preguiça;
põe na minha boca a palavra certa!
in Paróquias de Portugal

Dia Mundial da Meteorologia

0 "noutro lado"

O vocábulo meteorologia vem da palavra meteoro que significa aquilo que flutua no ar. A meteorologia, portanto, é a ciência que estuda os fenómenos do ar.
O principal objectivo da Meteorologia é a previsão do estado do tempo. A previsão do tempo não é uma ciência exacta. É, no entanto, suficiente para prever acontecimentos como furacões, temporais e chuvas torrenciais.
Em 2010 celebrou-se o 60.º aniversário do Dia Mundial da Meteorologia.

Não há dia em que não dê uma vista de olhos a sites como o do Instituto de Meteorologia ou de AccuWeather. Este último está incorporado no meu browser de acesso à internet.

Dia Mundial da Água

0 "noutro lado"

O bem mais precioso!
Economizar é, sem qualquer dúvida, a nossa grande acção.




Dia do Teatro Amador

0 "noutro lado"

Há muitos que, por hobbie, fazem teatro.
Muitos actores ou actrizes, com carreira reconhecida, que começaram pelo teatro amador.
Há no teatro amador muita qualidade, muito trabalho bem feito.
O dia de hoje é dedicado a todos essas pessoas que, a troco de nada fazem muito.
Bem haja!

Dia Mundial da Poesia

0 "noutro lado"


Este dia foi criado a 16 de Novembro de 1999, na XXX Conferência Geral da UNESCO.
O principal objectivo é promover a leitura, a escrita, a publicação e o ensino da poesia.

Coisas, Pequenas Coisas
Fazer das coisas fracas um poema.

Uma árvore está quieta,
murcha, desprezada.
Mas se o poeta a levanta pelos cabelos
e lhe sopra os dedos,
ela volta a empertigar-se, renovada.
E tu, que não sabias o segredo,
perdes a vaidade.
Fora de ti há o mundo
e nele há tudo
que em ti não cabe.

Homem, até o barro tem poesia!
Olha as coisas com humildade.

Fernando Namora, in Mar de Sargaços

Dia Mundial da Floresta

0 "noutro lado"

... e Dia da Árvore

Para pensar

0 "noutro lado"

Um engano só se torna um erro quando recusamos corrigi-lo.

Dia de S. José

0 "noutro lado"


O Dia do Pai


É um dia iluminado
pela ternura de quem ama
em cada filho o futuro
como se fosse uma chama
que nada pode apagar,
seja o vento, seja a chuva,
seja a tormenta do mar.
É um dia carinhoso
como uma história para contar
que só acaba à noite
quando nos vamos deitar,
ao colo do nosso pai
com uma canção de embalar.

José Jorge Letria

Para pensar

0 "noutro lado"

Anima-te por teres de suportar as injustiças; a verdadeira desgraça consiste em cometê-las.
Pitágoras

"Geração à Rasca - A Nossa Culpa"

0 "noutro lado"

Um dia, isto tinha de acontecer.Existe uma geração à rasca?
Existe mais do que uma! Certamente!
Está à rasca a geração dos pais que educaram os seus meninos numa abastança caprichosa, protegendo-os de dificuldades e escondendo-lhes as agruras da vida.
Está à rasca a geração dos filhos que nunca foram ensinados a lidar com frustrações.
A ironia de tudo isto é que os jovens que agora se dizem (e também estão) à rasca são os que mais tiveram tudo.
Nunca nenhuma geração foi, como esta, tão privilegiada na sua infância e na sua adolescência. E nunca a sociedade exigiu tão pouco aos seus jovens como lhes tem sido exigido nos últimos anos.

Deslumbradas com a melhoria significativa das condições de vida, a minha geração e as seguintes (actualmente entre os 30 e os 50 anos) vingaram-se das dificuldades em que foram criadas, no antes ou no pós 1974, e quiseram dar aos seus filhos o melhor.
Ansiosos por sublimar as suas próprias frustrações, os pais investiram nos seus descendentes: proporcionaram-lhes os estudos que fazem deles a geração mais qualificada de sempre (já lá vamos...), mas também lhes deram uma vida desafogada, mimos, entradas nos locais de diversão, cartas de condução e 1º automóvel, depósitos de combustível, dinheiro no bolso. Mesmo quando as expectativas de primeiro emprego saíram goradas, a família continuou presente, a garantir aos filhos cama, mesa e roupa lavada.
Durante anos, acreditaram estes pais e estas mães estar a fazer o melhor; o dinheiro ia chegando para comprar (quase) tudo, quantas vezes em substituição de princípios e de uma educação para a qual não havia tempo, já que ele era todo para o trabalho, garante do ordenado com que se compra (quase) tudo. E éramos (quase) todos felizes.

Depois, veio a crise, o aumento do custo de vida, o desemprego, ... A vaquinha emagreceu, secou.

Foi então que os pais ficaram à rasca.
Os pais à rasca não vão a um concerto, mas os seus rebentos enchem Pavilhões Atlânticos e festivais de música, bares e discotecas onde não se entra à borla nem se consome fiado.
Os pais à rasca deixaram de ir ao restaurante, para poderem continuar a pagar restaurante aos filhos, num país onde uma festa de aniversário de adolescente que se preza é no restaurante e vedada a pais.
São pais que contam os cêntimos para pagar à rasca as contas da água e da luz e do resto, e que abdicam dos seus pequenos prazeres para que os filhos não prescindam da internet de banda larga a alta velocidade, nem dos qualquer_coisa_phones ou i_pads, sempre de última geração.

São estes pais mesmo à rasca, que já não aguentam, que começam a ter de dizer "não". É um "não" que nunca ensinaram os filhos a ouvir, e que por isso eles não suportam, nem compreendem, porque eles têm direitos, porque eles têm necessidades, porque eles têm expectativas, porque lhes disseram que eles são muito bons e eles querem, e querem, querem o que já ninguém lhes pode dar!

A sociedade colhe assim hoje os frutos do que semeou durante pelo menos duas décadas.

Eis agora uma geração de pais impotentes e frustrados.
Eis agora uma geração jovem altamente qualificada, que andou muito por escolas e universidades mas que estudou pouco e que aprendeu e sabe na proporção do que estudou. Uma geração que colecciona diplomas com que o país lhes alimenta o ego , mas que são uma ilusão, pois correspondem a pouco conhecimento e a duvidosa capacidade operacional.
Eis uma geração que vai a toda a parte, mas que não sabe estar em sítio nenhum. Uma geração que tem acesso a informação sem que isso signifique que é informada; uma geração dotada de trôpegas competências de leitura e interpretação da realidade em que se insere.
Eis uma geração habituada a comunicar por abreviaturas e frustrada por não poder abreviar do mesmo modo o caminho para o sucesso. Uma geração que deseja saltar as etapas da ascensão social à mesma velocidade que queimou etapas de crescimento. Uma geração que distingue mal a diferença entre emprego e trabalho, ambicionando mais aquele do que este, num tempo em que nem um nem outro abundam.
Eis uma geração que, de repente, se apercebeu que não manda no mundo como mandou nos pais e que agora quer ditar regras à sociedade como as foi ditando à escola, alarvemente e sem maneiras.
Eis uma geração tão habituada ao muito e ao supérfluo que o pouco não lhe chega e o acessório se lhe tornou indispensável.
Eis uma geração consumista, insaciável e completamente desorientada.
Eis uma geração preparadinha para ser arrastada, para servir de montada a quem é exímio na arte de cavalgar demagogicamente sobre o desespero alheio.

Há talento e cultura, capacidade e competência, solidariedade e inteligência nesta geração?
Claro que há. Conheço uns bons e valentes punhados de exemplos!
Os jovens que detêm estas capacidades-características não encaixam no retrato colectivo, pouco se identificam com os seus contemporâneos, e nem são esses que se queixam assim (embora estejam à rasca, como todos nós).
Chego a ter a impressão de que, se alguns jovens mais inflamados pudessem, atirariam ao tapete os seus contemporâneos que trabalham bem, os que são empreendedores, os que conseguem bons resultados académicos, porque, que inveja!, que chatice!, são betinhos, cromos que só estorvam os outros (como se viu no último Prós e Contras) e, oh, injustiça!, já estão a ser capazes de abarbatar bons ordenados e a subir na vida.

E nós, os mais velhos, estaremos em vias de ser caçados à entrada dos nossos locais de trabalho, para deixarmos livres os invejados lugares a que alguns acham ter direito e que pelos vistos - e a acreditar no que ultimamente ouvimos de algumas almas - ocupamos injusta, imerecida e indevidamente?!!!

Novos e velhos, todos estamos à rasca.
Apesar do tom desta minha prosa, o que eu tenho mesmo é pena destes jovens.
Tudo o que atrás escrevi serve apenas para demonstrar a minha firme convicção de que a culpa não é deles.
A culpa de tudo isto é nossa, que não soubemos formar nem educar, nem fazer melhor, mas é uma culpa que morre solteira, porque é de todos, e a sociedade não consegue, não quer, não pode assumi-la.
Curiosamente, não é desta culpa maior que os jovens agora nos acusam.
Haverá mais triste prova do nosso falhanço?
Pode ser que tudo isto não passe de alarmismo, de um exagero meu, de uma generalização injusta.
Pode ser que nada/ninguém seja assim.

Este texto circulou por e-mails e em blogues como sendo de Mia Couto. O original e a sua autora, com devido esclarecimento, estão aqui.

Fantástico!

0 "noutro lado"

Chegados aos quartos-de-final da Liga Europa, das 8 equipas ainda em prova, 3 são portuguesas. Quem acrescenta o toque histórico a esta data é, sem dúvida alguma, o SC Braga.
Haja alguma alegria no actual momento da história que vivemos.

Pensamento do Dia

0 "noutro lado"

Uma vida feliz tem de ter, em grande parte, uma vida calma, pois só numa atmosfera tranquila pode reinar a alegria.
Bertrand Russel

Dia Mundial dos Direitos do Consumidor

0 "noutro lado"

Em 1962, John F. Kennedy, presidente dos EUA, criou o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor, para defender os interesses do consumidor.
Em 1985, a Assembleia Geral da ONU adoptou a Resolução 39-248, que determina orientações para a Proteção do Consumidor, em virtude de grandes transformações da tecnologia e economia mundial.
 

Dia do Pi

0 "noutro lado"

 O Dia do Pi é comemorado a 14 de Março (3/14 na notação norte-americana), por 3, 14 ser a aproximação mais conhecida de π. Se quisermos ser mais exactos, o auge das comemorações acontece à 1:59 da tarde (3,14159 = π arredondado até a 5.ª casa decimal). Se arredondarmos π até à sétima casa decimal, teremos 3,1415926, fazendo da 1:59:26 do dia 14 de Março o Segundo do Pi.
Em Inglês, o nome da constante (pi) e a palavra torta (pie) têm pronúncia idêntica. Daí a tradição de comer tortas neste dia. Mas como a constante tem íntima relação com as medidas do círculo, são aceites quaisquer pratos, desde que tenham a forma redonda.

Para pensar

0 "noutro lado"

Não abandones as tuas ilusões. Sem elas podes continuar a existir, mas deixas de viver.
Mark Twain

Não é só por isto...

0 "noutro lado"

...mas que ajuda, ajuda. E muito! O líder sábio.
Mais uma conferência de imprensa muito boa.
André Villas-Boas em declarações sobre a excelente forma de Guarín e o porquê de não ser titular absoluto. Em muitas outras áreas, poderíamos dizer o mesmo.

“Não é fácil nesta posição vivermos as frustrações individuais de muita gente que quer chegar ao onze inicial e não consegue. É uma coisa que acontece em todas as equipas, há sempre alguém que fica ligeiramente mais triste, uns demonstram-nos de uma forma e outros de outra”
“É muito mais reconfortante saber que se conquista qualquer coisa num ambiente de extrema competição do que baixar o nível para outra equipa, ou para outro campeonato, e ter essa titularidade garantida porque se baixou o nível”
“Baixar de nível é a via fácil para quem quer triunfar na vida, mas quem quer triunfar a valer tem de se manter num ambiente de máxima competitividade e conquistar alguma coisa nesse ambiente.
“Isso é que tem de alimentar a ambição destes jogadores, sem nunca colocar os objectivos individuais à frente dos colectivos, porque isso não vou permitir. É uma realidade pela qual nós mesmo quando ganhamos sentimos um carinho especial por alguns jogadores e são coisas que nos tocam.”